sexta-feira, 19 de agosto de 2016


Sabes-me tão bem

Os teus beijos sabem-me a doçura e os teus abraços a confiança. 
As tuas palavras são a trilha de uma estrada onde avançamos juntos, de mãos dadas e a sorrir. Tens um olhar que me ilumina na escuridão e um sorriso que me faz esquecer o mundo e viver para ti. No teu toque sinto a seda pura, 
leve e brilhante que me faz tremer, não por ter valor mas porque é bela, é única e feita por uma grande obra da humanidade, tal como tu.
 O teu jeito de andar é incomparável, reconheço-o ao fundo de tudo, no meio de todos.
 Reconheço o teu corpo em qualquer multidão, identifico a tua voz entre tantas outras. 
Asseguro-me que são as tuas mãos que tocam nas minhas, mesmo de olhos fechados e distingo o teu cheiro entre o meu, quando se entranha na minha roupa.
 Não és melhor, nem pior, nem maior, nem mais grandioso…
 és uma mistura de imensas qualidades que te definem e de defeitos que te respeito.
 És apenas tu, o homem que amo,
 a força que me levanta e a corda inquebrável que nos liga aos dois num simples sentimento que nos é comum. Não interessa o passado nem o futuro. Somos um presente…
 somos só nos dois.
Paula Fernandes e Sousa




3 comentários:

emanuel moura disse...

Um presente regado com muito amor e ternura no coração,maravilhoso ler tão belas palavras que enchem o nosso coração ,muitos beijinhos no seu lindo coração querida afilhada.

MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Bonito e sentimentos aromáticos que fazem bem a quem aqui vem ler.

Beijinho doce

Luísa Fernandes disse...

Olá Evanir querida!!Mais um poema com muito romantismo á mistura
apelativo ao amor...que é um bem-estar...que tantos procuram
e não conseguém achar!! Obrigada minha amiga...tudo com o seu bom gosto e a forma de postar... no seu belo espaço consegue brilhar.

Beijinho carinhoso amiga Evanir.
Luisa fernades
http://poemasdaminhalma.blogspot.pt/